“Cristãos encontram esperança em meio à perseguição”

Relembre os testemunhos de irmãos e irmãs e tenha confiança em Deus em 2020.

Como os demais anos, 2019 trouxe desafios aos cristãos perseguidos. Igrejas e casas dos membros foram queimadas, mais pessoas tiveram que fugir por causa das guerras, governos se levantaram contra os valores do reino de Deus, e até ataques ceifaram a vida de muitos cristãos. Outros perderam todo o apoio da família e o respeito da comunidade onde viviam, e agora lutam pelo suprimento das necessidades básicas. Entretanto, nenhum desses irmãos e irmãs ficaram sem a consolação e paz dadas por Cristo. A

Portas Abertas relembra histórias que trazem esperança, em que Deus transformou as situações adversas em bênçãos.
Mesmo sem as pernas para correr atrás do sonho de serem jogadores de futebol, três meninos da República Centro Africana, mostraram que é possível sonhar após terem a perspectiva de futuro frustrada. Eles foram vítimas de explosões de bombas durante um culto e desde então recebem apoio de cristãos ao redor do mundo com educação e tratamento médico. Ao invés de rancor e ódio no coração, Jeovanni, Dieu e Steven deixaram o perdão brotar. “Eu os perdoo por atirarem a granada, porque eles não sabem o que estavam fazendo. O que eles fizeram foi muito ruim, mas eu não posso ter raiva”, afirmou Steven.

Sharda é outra cristã que entendeu seu propósito e desde então leva esperança para as mulheres e crianças do Norte da Índia por meio de um trabalho de desenvolvimento social. Ela enfrentou a violência doméstica, fugiu do marido, mas foi encontrada pelo sogro e levada de volta para casa. As mudanças no comportamento da cristã foram nítidas e as consequências disso foram o respeito dos familiares do marido e da comunidade local. “Eu não era rebelde como antes, e eles perceberam isso. Então, compartilhei com eles sobre o amor de Cristo, e mesmo não aceitando a verdade, eles me permitiram continuar com a minha fé”, compartilhou.

Estes são alguns dos testemunhos que a Portas Abertas recebe todos os dias, por meio de projetos de fortalecimento de cristãos em países onde a perseguição acontece. Eles são maneiras de ver o Salmo 65.5 concretizado, quando mostra que Deus responde a oração dos filhos dele com justiça perfeita, e tornou Jesus Cristo a esperança para todo mundo, gente de todo povo, língua e nação.

“Tu nos respondes com temíveis feitos de justiça, ó Deus, nosso Salvador, esperança de todos os confins da terra e dos mais distantes mares.” Salmos 65:5.

O Editor