“Zacarias e Isabel: O Sacerdócio Familiar! (Lucas 1:5-24)”

elizabethNossa história começa com o ministério de um sacerdote da ordem de Abias, chamado Zacarias, que era casado com Isabel, uma das filhas de Arão; portanto, também de ordem Sacerdotal. Por viver numa sociedade que valorizava desmedidamente a maternidade, Isabel carregava dentro de si a frustração de ser estéril. Mas milagrosamente Deus se manifestou a Zacarias na oração do templo quando este exercia o seu ministério e lhe prometeu um filho: “Zacarias, não temas, porque a tua oração foi ouvida, e Isabel, tua mulher, dará à luz um filho, e lhe porás o nome de João”. Lc 1:13

O restante da história nós já conhecemos: João Batista nasce, cresce e se torna um grande profeta. Todavia nosso foco não é João Batista, e sim, os seus pais, o casal Zacarias e Isabel.
Uma olhada rápida no texto supracitado nos dá certeza de que se tratava de um casal especial, pois era marcado pelo senso de justiça que dominava o estilo de vida daquele distinto casal. O Texto nos lembra que viviam irrepreensivelmente “E eram ambos justos perante Deus, andando sem repreensão em todos os mandamentos e preceitos do Senhor”, ou seja, em suas relações essa família vivia em meio a seu círculo social, tendo uma boa avaliação por parte das pessoas.
É interessante pensar que apesar de ser justo, honesto, irrepreensível e relevante para a sua época, o casal carregava um grande desafio: De serem pais. Zacarias e Isabel oraram, e, provavelmente, conclamaram os irmãos a fazerem vigílias de oração, e nada! E o mais grave de tudo é que o casal tinha contra si o obstáculo do tempo, pois adentrara a terceira idade e certeza absoluta não lhes faltava de que, física, psíquica e biologicamente falando, as suas chances estavam esgotadas.
Num momento especifico, quando Zacarias foi ao templo para cumprir seu dever de sacerdote, o anjo Gabriel veio e permaneceu ao lado direito do altar de incenso. Zacarias ficou muito assustado, mas o anjo o acalmou e lhe falou notícias maravilhosas. Sua mulher teria um filho! Porém Zacarias duvidou da palavra do anjo.
Aprendemos que até mesmo um sacerdote temente a Deus pode ser tomado, mesmo que circunstancialmente, pela incredulidade. Naquele momento a fé – ou a falta de fé – de Zacarias foi o que contou para Senhor. Ele conhece o coração de cada um, independentemente do que se realiza “aparentemente” na casa Dele. Por isso, Zacarias ficou mudo, até que a promessa de Deus se cumprisse em sua casa, com o nascimento do seu filho, João Batista.
Às vezes, é melhor ficar calado do que duvidar das promessas de Deus. É melhor esperar tudo se concretizar antes de criticar. Que a falta de fé não impeça que as promessas do Senhor cheguem, mesmo que para isso Deus te cale de alguma forma. O que importa é acreditar e esperar que tudo se cumpra, no tempo d’Ele, independentemente do que os olhos são capazes de ver!
Amém!!!

Pr. Alexandro de Souza Felizardo

Série Devocionais para Casais (Publicado no Boletim nº 1075, de 22/05/2016)

O Editor