“Liberdade em Cristo – Gálatas 5:1-6”

“E Conhecereis a Verdade, e a Verdade vos libertará” (João 8:32)

Existem duas posições extremas quanto ao assunto da liberdade cristã:
1. Liberdade total – também chamada “libertinagem” – atribui que o cristão tem o direito a total independência de atos – inclusive da vontade de Deus.

2. Liberdade restrita – também chamada de “legalismo” – restringe nossa liberdade, exigindo observância de rituais, preceitos e determinadas formas de congregação e adoração.
A liberdade, em primeiro lugar, é uma conquista de Cristo para nós, envolvendo uma série de benefícios, gratuitamente ofertados e aceitos pela fé, como:
– liberdade do pecado: Rm 8:2, 1 Jo 2:12
– libertação do juízo e da condenação – Rm 8:1
– libertação do mundo e das trevas (cegueira espiritual) – Jo 8:12, Ef 5:
– livres de Satanás e do seu poder – Tg 4:7
– livres da provação mundial futura – Ap 3:10
prisão_2A liberdade é um dos benefícios da habitação do Espírito Santo – 2 Co 3:17.
Observe que liberdade não se confunde com insubmissão – pois somos exortados a ser submissos a Deus – 1 Pe 5:6.
Não usamos esta liberdade para pecar! – Rm 6:15.
Existem também outros trechos que indicam a necessidade de submissão às autoridades civis – Rm 13:17, aos líderes espirituais – Hb 13:7, aos patrões – 1 Pe 2:18, etc.
Minha liberdade, em Cristo, não me dá o direito de escolher, por exemplo, entre perdoar e não perdoar – Lc 17:3-4. Ou ainda, deixar de dar frutos – Jo 15.

liberdade-financeiraEventualmente, podemos, voluntariamente, restringir esta liberdade, por causa do amor em Cristo aos débeis na fé – veja Rm 14:1-15:2.

Liberdade não significa fazer ‘o que se quer’ – pois isto é típico dos animais – mas fazer as escolhas de acordo com meu amor e serviço a Cristo. Ele (Jesus) se submeteu ao Pai, por causa do amor a nós – uma escolha voluntária!
Somos livres para amar. Somos livres para servir. Somos livres para adorar. Para escolher nossa hora de oração, e os trechos da Bíblia para nossa meditação. Podemos escolher a igreja a que nós queremos congregar – mas nossa liberdade não significa que deixaremos de congregar – Hb. 10:25.
Uma grande vantagem de nossa liberdade em Cristo é que livres do pecado, pela graça de Deus, estamos desembaraçados para servir nosso Senhor e Salvador!
Viver livre é ter a certeza que não vivo mais, mas Cristo VIVE EM MIM!
Pr. André Moraes

O Editor