“Dia Mundial da Conscientização contra o abuso de idosos”

Neste dia ore por todos os idosos que enfrentam alguma hostilidade, e interceda pelos idosos da ‘Igreja Perseguida’

A história que você vai ler agora conta o drama de uma cristã idosa que vive em Manhura, no Egito. Ela foi agredida e humilhada por vizinhos muçulmanos que queriam se vingar de seu filho. Quem conta sobre o caso é Marta*, uma colaboradora da Portas Abertas. “O filho dessa senhora havia quebrado algumas regras do islã. Jovens cristãos não podem se casar com muçulmanas, mas ele se apaixonou por uma vizinha e fugiu com ela, enfurecendo alguns muçulmanos rigorosos daquela região”, conta.
Ela disse que, como não o encontraram, decidiram agir violentamente contra a mãe dele. “Eu fiquei incomodada com o que ocorreu. Como eles poderiam ser assim tão agressivos contra os cristãos? Eu precisava entender e, ao mesmo tempo, tentar ajudar a amenizar a situação, lançando um pouco de luz sobre aquela escuridão”, explicou a colaboradora. Um tempo mais tarde, Marta pediu a permissão dos líderes da cidade para dar aulas de conscientização sobre saúde entre as mulheres.
“Era perigoso, mas eu fui e confiei no Senhor. Ao chegar ao local, encontrei as alunas em suas burcas, cobrindo todo o corpo, exceto os olhos. Olhei ao meu redor e me senti uma verdadeira estrangeira entre elas. Após um período lecionando ali, Marta conseguiu entender sobre o contexto de violência contra aquelas mulheres, até mesmo as idosas. Não há respeito por elas, independentemente da idade, os egípcios muçulmanos as tratam muito mal.
Marta finaliza a história revelando que muitas já foram agredidas fisicamente até pelos próprios filhos. Ore por elas, para que tenham a oportunidade de conhecer a Cristo como salvador e interceda pelos idosos que enfrentam hostilidade e violência, tanto no Egito quanto nos demais países em todo o mundo.

Texto Publicado no Boletim Semanal nº 1131, de 18/06/2017 (Página “Notícias da Igreja Perseguida)


O Editor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *