“A fonte de toda sabedoria”

“A fim de conhecerem plenamente o mistério de Deus, a saber, Cristo. Nele estão escondidos todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento”. (Cl 2:2b-3).

Desde criança fomos levados a pensar em tesouros como algo desejável, ou que poderia mudar nossa existência, se encontrado. A famosa brincadeira infantil de Caça ao tesouro”, mesmo na fase adulta, ainda desperta em nós sentimentos diversos. Aprendemos que “tesouro” para nós é tudo o que nos importa. Isto influencia em muitas de nossas decisões, consequentemente, nosso futuro.

Desde o princípio o homem desejou ser o detentor da sabedoria. Vemos em Gênesis a mulher e o homem sendo atraídos pela árvore que, aos seus olhos, era boa para comer, e desejável para dar entendimento; “então logo tomou-lhe do fruto e comeu, e deu também ao marido, e ele comeu” (Gn 3:6).  Quando buscamos estes tesouros, acabamos conseguindo um tipo de sabedoria adulterada. Tiago nos lembra que essa não é a sabedoria que vem do alto, antes é terrena, animal e diabólica. Ela pode trazer certo “conhecimento temporário”, mas depois isso gera morte e consequentemente exclui de nossas vidas o autor de todo conhecimento e sabedoria: Cristo.

No texto acima, a palavra diz que todos os tesouros estão escondidos em Cristo. A palavra usada no original, “thesauros”, significa o lugar onde são guardadas preciosidades. Tesouros que geram: sabedoria e conhecimento. O apóstolo nos chama atenção para o fato de que só em Cristo temos toda a riqueza necessária para salvação, santificação e glorificação, pois ele é o próprio Deus se revelando a nós. Cristo é o grande guardião dos atributos divinos da sabedoria e do conhecimento. Quando Deus deseja desvendar a sua verdade, fá-lo através de Cristo. A palavra “Mistério” aponta para a necessidade de revelação, tanto externa (evangelho), quanto interna (Espírito Santo), por meio de seu filho Jesus.

Dizer que todos os tesouros da sabedoria e do conhecimento estão “escondidos” em Cristo não significa que estejam bloqueados, ou fora do alcance de alguém. Em vez disso, significa simplesmente que, para achar esses tesouros, é preciso fazer muito esforço e ter a atenção voltada para Jesus Cristo. Como andam seus negócios? Você precisa de sabedoria para criar seus filhos? O seu relacionamento com os vizinhos, família e a sociedade é bom? Você está precisando de sabedoria? Podemos ter soluções sábias, pois temos por Cristo a nova natureza pela qual podemos discernir inclusive as coisas de Deus (I Co 2:15).

Pr. Alexandro S. Felizardo

Superintendência da EBD


O texto acima foi Publicado no Boletim Semanal nº 1114, de 19/02/2017

O Editor