“A Felicidade segundo JESUS” (Boletim 1066)

Os dias atuais são marcados pelo ativismo desenfreado e pelo desejo exacerbado do ter.

Por tal razão, as pessoas são egoístas e incapazes de observar o que ocorre em redor delas. Vivem seus “sonhos” em detrimento de quem quer que seja. Amam ao próximo somente quando o próximo as ama, ou seja, praticam a política do “toma lá, dá cá”.
Essa postura, infelizmente, ancorou no meio “cristão” e, assim, a igreja vive um momento difícil, no qual se ensina que Deus está pronto a realizar os desejos dos seus “servos”, sem que estes tenham qualquer obrigação em viver os princípios cristãos, sobretudo, o de amar a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a si mesmos.

JESUSJesus ensinou que os seus seguidores devem viver, exatamente, como Ele viveu: servindo! É isto que se infere ao ler-se o texto constante em João 13:17: “Ora, se sabeis estas coisas, bem-aventurados sois se as praticardes. ”

A felicidade, segundo Jesus, não está nas coisas materiais, ou, nas conquistas pessoais, como, por exemplo, aprovação das demais, pessoas, sucesso profissional ou numa vida glamourosa. A felicidade, segundo Ele, está na vivência do seu magistério, ou seja, em colocarmos em prática aquilo que Ele ensinou.

Por não entenderem isto, o número dos que vivem uma busca desenfreada pelos seus objetivos é muito grande — e me refiro aos que se dizem “cristãos”.

No entanto, quando tais objetivos (que, normalmente, destoam dos valores ensinados por Cristo) são alcançados, os que assim vivem, percebem que a felicidade buscada não vem com elas — as conquistas. O resultado é que muitos continuam vazios, infelizes e, em vários casos, tornam-se deprimidos e, até, dão cabo de suas vidas.

felicidade-2Não há como ser feliz longe de Jesus e da prática dos seus ensinamentos. Viver assim, é viver sem perspectiva alguma, ainda que se obtenha conquistas. Os que pensam assim, apenas existem; não vivem.

Destarte, devemos parar um pouco nessa vida tão agitada, para que não enveredemos pelo mesmo caminho que tantos outros já enveredaram. Devemos ouvir o Senhor e vivenciar os seus ensinamentos, para que, realmente, possamos desfrutar da felicidade que só Jesus pode dar.

Seja abençoado(a).

Rev. Valter Vandilson Custódio de Brito
Pastor da Igreja Congregacional Dinamérica

(Pr. André Moraes)

O Editor